Manipulações do Poder no Catolicismo

Por: Ricardo Chioro

No inicio do Cristianismo os cristãos foram perseguidos, julgados e mortos por serem cristãos, mas depois o Cristianismo é que perseguiu outras crenças e até mesmo a ciência e os cientistas, por mostrarem uma visão diferente da deles.

Tudo isso ocorreu por causa do lucro que a igreja dava, e também por poder.

Quanto mais discípulos, maior o lucro, mais gente pagando, dando dinheiro, então a igreja começou a atacar as outras crenças, demonizando o paganismo, aliás, paganismo é um nome pejorativo dado pelos próprios cristãos para diversas crenças européias que trabalham energeticamente.

Demonizar é dizer que aquela crença é do demônio.

Com isso veio à tortura aos pagãos, a queima das bruxas na fogueira, que nada mais eram do que praticantes do paganismo.

Ouve muita vedação do conhecimento espiritual energético praticados no Catolicismo, nada foi explicado, o porque do uso das imagens, das velas, das flores na igrejas, dos vitrais, da geometria sagrada com que eram feitas as igrejas, do incenso. Tudo isso passou a ver vedado, e o uso da maioria das técnicas energéticas passou a poder ser praticada apenas por sacerdotes.

Tudo isso são utensílios espirituais que explicamos no texto: Chico Xavier Quebrando Mitos.

Inclusive o uso do incenso pelos padres nas igrejas, sabemos pelo Esoterismo e Misticismo que incenso é Magia Verde, divulgados abertamente.

O criador da Psicologia Analítica, Jung, estudou profundamente as mandalas, e disse que os vitrais das igrejas católicas eram mandalas.

Como a igreja Católica não explicava o uso de utensílios que servem para energia, a religião Evangélica, Protestante, que surgiu como uma reforma ao Catolicismo, não via porque usar velas, imagens, elementos, e aboliu essa pratica de sua religião.

É interessante que quase todas as religiões usam elementos e imagens, só após essa reforma que surgiu duas religiões que não.

Na formação do Cristianismo, inclusive Allan Kardec, codificador do Espiritismo, mais três médiuns que fizeram a codificação, eram Católicos e Evangélicos.

Kardec era Evangélico, apesar de nascer em família católica.

Kardec seguiu a visão Evangélica porque não via lógica no uso de elementos na atuação religiosa.

O animismo, que é quando na mediunidade o espírito está passando informações através de um médium, mas acaba sem querer passando as informações que o médium acredita, e não a do espírito, isso acontece quase sempre quando o desencarnado está passando informações que vão contra a visão de mundo da pessoa que ele utiliza para passar o conhecimento.

Esse é um mecanismo mental do médium, e reafirmando para que se entenda bem, acontece sem querer, então uma pessoa bem intencionada pode errar, e Kardec estava bem intencionado.

Mais explicações sobre esse animismo de Kardec, que passou a não utilizar elementos ou imagens, no texto: Chico Xavier Quebrando Mitos.

É normal no Esoterismo, Espiritismo, Umbanda, entre muitas outras escolas espirituais, o conhecimento de pessoas e espíritos que não são espiritualizadas, e por isso não conseguem retirar a energia do universo, o prana, e que com isso retiram a energia de outras pessoas.

No caso dos encarnados esse roubo de energia é inconsciente, onde ele provocar no outro sentimentos e pensamentos ruins, instintivamente, pela necessidade que tem de energia, sem perceber, e com essas atitudes conseguem roubar a energia do outro.

Ele não sabe porque provoca isso no outro, somente sente a necessidade e faz.

Já no caso de espíritos é consciente.

Quem faz isso recebe o nome de vampiros energéticos.

Esse conhecimento existia no Catolicismo, mas foi distorcido, causando as histórias de vampiros chupadores de sangue que temos hoje.

Não devemos condenar os filmes de vampiros, as obras de ficção sobre esses seres, por incrível que pareça elas podem nos ajudar na espiritualidade, assim como qualquer obra de ficção muito bem feita, em especial Crepúsculo, veja o texto: Espiritualidade com TV, Musica e Cinema.

O conhecimento sobre Lobisomens também foi distorcido, eles não são homens que viram Lobisomens na lua cheia, e sim na verdade uma espécies de espíritos de baixa espiritualidade do plano espiritual inferior, existem conhecimentos sobre essa espécie de seres mais facilmente encontrados na Teosofia.

São espíritos que fizeram coisas muito ruins e com isso mudaram seu corpo astral.

Existiu o encobrimento e a adulteração de ensinamentos para acabar com a semelhança com outras escolas espirituais, porque assim se mostraria como a única e verdadeira religião, e também para todo a atuação espiritual ficar com somente com o sacerdote, o padre, para as pessoas necessitarem mais Catolicismo.

Na escola católica o a única pessoa que pode benzer é o padre, em outras não.

O horror também se estendeu aos homens da ciência, torturados e mortos.

A ciência passou a ser proibida, atrasando bastante o progresso da terra.

Minha mãe tinha uma Bíblia na casa dela, e neste livro avia uma imagem explicando o universo, com a terra no centro, e o sol, a lua e as estrelas piduradas em arcos redondos que davam voltam em torno da terra, e no céu tinha os anjos e Deus.

A ciência mostrava um mundo diferente do mostrado pela igreja, e a religião via as descobertas cientificas como uma ameaça ao seu poder.

O poder do clero é maior que a do rei em épocas antigas.

A visão pejorativa do Catolicismo por outras crenças, inclusive as mágicas, se manteve por muito tempo, a pouco tempo atrás nas igrejas se espalham panfletos demonizando o Esoterismo e Misticismo, só depois com o comando do Papa João Paulo II enfatizando a importância do respeito as outras crenças que o respeito aumentou, mas ainda assim padres falam mal dos livros do Harry Potter na Europa, porque o universo dos livros e de Bruxaria, entre muitos outros exemplos.

É engraçado como algumas pessoas colocam o Cristianismo como superior as outras crenças, dizem que foi ele o responsável pelo termino da escravidão, mas esquecem na ora de afirmar a sua superioridade, as coisas que estamos falando neste texto.

Não existe religião superior, e nem inferior, toda religião tem pontos bons e ruins, mas é sempre muito melhor praticá-la do que não o fazer.

Religião traz autoconhecimento, o próprio Jung afirmava isso.

O Catolicismo traz autoconhecimento e ajuda as pessoas, apesar de ter cometido monstruosidades na história.

Hoje em dia as novas Igrejas Evangélicas Pentecostais que tentam entrar no poder, entrando inclusive com candidatos na política, que é o sistema que temos de poder hoje em dia.

É uma crença que demoniza todas as outras, e cujos fiéis são totalmente intolerantes as outras formas de pensamento, os vendo como coisas do demônio.

Pessoas de outras crenças dizem que os candidatos evangélicos usam de alguns artifícios para impor leis que prejudiquem as outras religiões, inclusive eu estava buscando saber notícias da maior estatua budista do mundo, que iam construir aqui no Brasil, e cai em uma pagina evangélica que dizia sobre a estatua: Cadê os nossos deputados evangélicos que permitem isso?

Diversos autores e repórteres que escrevem sobre o poder Pentecostal, dizem que levamos muito tempo e custo para superar o estado da religião, e agora isso pode ocorrer de novo.

Precisamos lutar por um estado laico, onde a religião não pode participar da política.

E é termos aceitação, e não revolta pelo que aconteceu e está acontecendo, tudo acontece por um motivo, a religião evangélica também ajuda no autoconhecimento das pessoas, mas precisamos ter o direito de praticar a nossa fé sem sermos atrapalhados, ela também traz evolução espiritual.