A Falsa Mansidão Espiritual

Por: Ricardo Chioro

No ser humano existe a agressividade.

Para o ser humano sobreviver precisa da morte de outros seres como vegetais e animais para se alimentar. A alface, a banana, a maçã, o abacate, o tomate e agrião têm vida, todos os vegetais e frutas tem vida.

A Psicologia nos informa que o ser humano precisava caçar para sobreviver, e sempre foi uma aventura ir para a selva caçar, se arriscar, fintar o desconhecido, isso também é uma agressividade.

A Psicologia diz que essa necessidade para sobreviver de ter que ir caçar dava prazer no ser humano, e existe nele, ou melhor: em nós esse gosto pela aventura, pelo desconhecido, que hoje esse gosto e esse prazer podemos desfrutar vendo um filme, série ou desenho de ação, aventura, luta, ou jogando um videogame, ou de outro tipo, sem a possibilidade de nos ferirmos ou ferirmos os outros.

De acordo com a Psicologia gostarmos desses filmes ou games é uma herança biológica dessa época em que caçávamos, que tínhamos ação e aventura.

Em obras da ficção além de trabalharmos a violência sem ferir ninguém, ainda aprendemos valores virtuosos como ajudar os outros, ser bons, como um super-herói salvando, protegendo pessoas, sendo bom.

Temos agressividade, mas temos que usá-la de uma forma que não firam os outros.

A agressividade também é uma necessidade humana, o ser humano tem essa necessidade, quando as pessoas ficam frustradas ou recebem hostilidade de outros ficam agressivas, mas é muito importante que não machuquem os outros, mas também colocar para fora a violência.

Como fazer isso?

R: Bata em um saco de Box, ninguém se machuca com isso, grite, não com os outros, cante uma musica liberando raiva, libere sua raiva com atividades que não envolvam outras pessoas.

E como fazer isso com a alimentação?

R: Vegetais e frutas não sentem dor, animais sim, então é abater animais de forma que não sofram, tratar bem, dar uma boa vida para eles na fazenda com bastante espaço, lugar para se abrigarem no frio ou no sol quente até a hora do abate.

Fazer as coisas com ímpeto também é agressividade sem machucar ninguém, quando sentimos vontade de fazer as coisas dessa forma pode ser uma necessidade psicológica.

Então temos necessidades psicológicas que precisam ser satisfeitas, uma delas é a agressividade.

Em algumas religiões se prega não ter violência, e os orientadores das religiões levam essas pregações para a radicalidade, devido a uma má compreensão, muitos acham que não devemos jogar games violentos, assistir filmes de lutas ou que tenham violência.

Muitos pregam que devemos acabar com todo e qualquer tipo atividade relacionada a violência.

O que ocorre é que nossa alma e o nosso ser biológicos têm necessidade por agressividade, isso não significa machucar os outros, e quando vedamos essa necessidade não somos verdadeiros conosco, então a falsa mansidão, além de não satisfazemos necessidades próprias.

O mal mais comum em padres é câncer de estomago ou intestino, isso porque eles reprimem suas raivas, engolir raiva dá problemas de estomago.

Deus tendo criado a natureza e as coisas como são, porque daria problemas de saúde para quem faz o correto?

As doenças são causadas quando nossa alma é muito contrariada.

As religiões as vezes tem ensinamentos que negam nossa natureza.

Muitas pessoas acham que jogar games ou assistir filmes violentos vão transformar a pessoa em má, quando na verdade o que ocorre é o contrário, praticando essas atividades o ser mata suas necessidades agressivas, e justamente não vai fazer mal aos outros porque já se satisfez, ou fará menos porque parte de sua necessidade foi preenchida. Isso quando a pessoa descarrega em cima dos outros seus problemas, raiva ou pratica bullyng.

Justamente quando a necessidade de ação ou de descarregar a raiva não for preenchida é que a pessoa pode ter destempero com outra, ou se aliviar em cima dela, o que é errado.

Por pregar o amor as pessoas acham que qualquer forma de violência é contrario a esse sentimento, só que não é, só é contrario o que machuca outros seres.

Agressividade não significa maldade, ou má intenção, só quando se tem a intenção, a vontade de machucar os outros.

Como já contei em outro texto: um amigo meu com deficiência mental estudava comigo, sua mãe uma carola da igreja católica não permitia ele assistir nada na tv como desenhos que tinham lutas, nem videogames como super heróis e etc. só deixava ver Carrossel.

Ela dava grades surras na hora de fazer a lição de casa, pois ele não conseguia acompanhar bem as aulas, ela não aceitava o estado de deficiência dele.

A agora eu pergunto: quem praticava o mal, ele se jogasse um jogo ou assistisse um filme de luta? Ou ela dando surras nele?

Espiritualidade não é a anulação de necessidades, mas praticá-las de forma que não façam mal aos outros ou a si, e façam bem.

A paz não vem quando não somos quem somos, mas sim quando nos descobrimos profundamente.

Mansidão verdadeira não é não ser agressivo, mas não fazer o mal.