A Umbanda é Universalista

Por: Ricardo Chioro

Universalista é o pensamento que agrega todas as religiões as vendo como verdadeiras.

Na construção do Espiritismo Allan Kardec e os três médiuns que fizeram a codificação desta religião viviam em um país absolutamente cristão, Evangélico e Católico, então sobrou como fonte de conhecimento para beberem apenas o Cristianismo, logo a crença trazido por Kardec é cristã.

Mas dai você pensa: quem fez a religião não foi os espíritos através da mediunidade?

R: O espirito para fazer a comunicação tem que passar as informações ou comandos pela cabeça do médium, a mente tem defesas para proteger o que existe na sua mente e considera certo e bom.

Essas defesas foram descobertas por Freud, não na esfera da mediunidade, mas existem na nossa mente uma proteção para não aceitarmos conteúdos que provoquem algum distúrbio ou que nos pareça errado.

O Espiritismo não concebe que Allan Kardec pode ter cometidos falhas, e nem Chico Xaviér, mas no nosso texto Chico Xavier Quebrando Mitos mostramos diferenças na obra desses dois médiuns.

O médiuns formadores do Espiritismo conseguiram burlar muitas defesas e ir contra conceitos Evangélicos e Católicos, mas não todos.

Para os espiritas a realidade espiritual é cristã, e um espirito de formação religiosa diferente é reprimido na ora pelas defesas mentais do médium, não podendo passar seus conhecimentos.

Na Umbanda costuma ser diferente, existem espíritos de todas as formações religiosas podendo passar seus conhecimentos, pois a Umbanda é universalista e não exclusivamente cristã.

É importante os espíritos poderem passar seus conhecimentos, podendo falar livremente sobre as crenças, já ouvi mentores contarem sobre o Budismo, Hinduísmo, Cristianismo e até citarem a religião da Wicca, mostrando como ele é do bem.

Os mentores tiveram muitas vidas e se lembram delas, lembrando dos diversos Espiritualismos que frequentaram, podendo trazer muitos conhecimentos que podem beneficiar os filhos de fé.

Se um mentor vai falar sobre uma crença é porque com certeza vai beneficiar alguém, além do que é importante entendermos que diversas pessoas que frequentam os centros tem orientação e gosto espiritual diferente, existem os que gostam de religiões orientais, os esotéricos, místicos, os budistas, católicos, evangélicos, espiritas, wiccas, xamanistas e etc. cada uma dessas pessoas podem se influenciar por coisas positivas nas crenças que gostam, também podem ser avisados de praticas e conceitos que fazem mal a eles.

Mediunidade como a Umbanda de incorporação e conversa também existem no Budismo Tibetano e Taoísmo, para elas Jesus não é o centro do mundo espiritual na Terra, o administrador de nosso planeta, pois a crença é diferente e os médiuns não recebem essa doutrinação.

Assim a mente do médium influencia na mediunidade, porém a doutrinação é importante, ensina como atuar bem, mas não é infalível, também pode cometer erros. Se o que falamos abala sua fé na mediunidade veja nossa seção: Ciência, Religião, Provas e Evidencias - http://an.locaweb.com.br/Webindependente/esoterismo/todasasreligioessaoverdadeiras/index.htm.

Se você for umbandista provavelmente já ouviu uma entidade falar o que você pensou ou aconteceu na sua vida sem o médium que a incorpora tenha como saber, então o fenômeno é real.

A Umbanda não é superior ao Espiritismo por poder manifestar mais crenças, nem tampouco o Espiritismo não é superior a Umbanda. Não existe religião superior.

A Umbanda é universalista, o que não significa que toda religião é 100% verdadeira, pois as religiões tem erros e acertos, assim como diferenças entre elas.

Então como o Universalismo pode ser verdadeiro se as crenças não são 100% certas?

R: As religiões funcionam e tem muitas verdades, assim como na Umbanda somos ajudados pelos espíritos nelas, só não dialogamos com eles de forma consciente, não nas que não possuem mediunidade.

O Universalismo diz que todos formas de culto tem validade e não que não 100% sem falhas.