Achar uma Linha do Budismo Superior as Outras é Ilusão

Por: Ricardo Chioro

Existem muitas pessoas preocupadas em saber qual é a melhor linha do Budismo, e outras que defendem que a sua é a melhor.

Há alguns anos atrás participando do Orkut, e freqüentava diversas comunidades de diversas linhas budistas, reparei que muitas pessoas queriam dizer que a sua linha era a melhor, cada uma com seus argumentos.

Os Theravadas diziam que a sua linha era a melhor, pois é a original, a única que existe desde a época do Buda, as outras ressaltavam suas praticas como as melhores, como o Budismo Tibetano que os praticantes que acreditavam no Esoterismo diziam que era o melhor porque era esotérico.

Praticas energéticas como as esotéricas existem em todas as religiões.

Falar que a nossa linha é a melhor que a do outro, isso existe por dois motivos:

1-Amor e confiança que temos na nossa crença, e desmerecimento na do outro.

2-È o ego também, é como dizer:

-O meu é melhor que o seu, como em um time de futebol que geram grandes discussões entre torcedores para afirmar que seu time é melhor que a do outro.

Existem pessoas que gostam muito de futebol, e levam seu amor e seu ego para ele.

Existem as pessoas Greek que gostam muito de filmes, desenhos, séries, e levam seus egos para isso.

Os fãns de Game of Thrones discutem com os fãns de Senhor dos Anéis para querer mostrar que sua atração é a melhor, qual dos personagens é melhor, ou os fãns da Marvel que discutem com os fãns da DC querendo provar que seus heróis são melhores ou mais legais.

Marvel é detentora de diversos super-heróis como Homem-Aranha, Vingadores, X-Men e etc. e a DC da Liga da Justiça, Titãns e etc.

E pessoas que gostam muito de religião discutem para querer mostrar que a sua é a melhor.

Quando gostamos muito de algo nossa mente e emocional se volta muito para aquilo, podendo colocar não só o amor, mas o ego também nessas coisas, não é porque a religião prega a espiritualidade que isso deixa de acontecer, na verdade podemos colocar o ego em qualquer coisa como política, ideologias, entretenimento, como geralmente acontece.

No nosso mundo estamos muito acostumados a estimular o ego, e isso é aprendido e fazemos sem saber que é o ego, então muitas vezes não é a nossa culpa, mas mesmo não sendo, precisamos nos desvencilhar disso.

Também lembrando que achar a nossa crença superior ou melhor que as outras é fanatismo também, que pode ser bem pouco ou muito, dependendo do caso, e não percebemos que estamos sendo fanáticos ou fazendo algo errado, pois na maioria dos casos se percebêssemos não faríamos, então podemos não ser culpados, mas importante mesmo é mudarmos, só temos a ganhar.

Amor é felicidade, e mesmo amando algo quando pomos o ego naquilo, diminui o amor, pois o ego rouba lugar da felicidade.

Outro motivo também para mudarmos é que as religiões nos trazem autoconhecimento, mas para isso quando a praticamos tem que ser sem o ego, podemos até evoluir, mas pouco perto do que poderíamos.

A iluminação, o nirvana só é possível nas religiões quando deixamos de praticá-las com o ego.

Então veja igualdade nas religiões, todas trazem autoconhecimento, são importantes para seus praticantes.

Do mesmo jeito que sua crença é importante para você, a do outro é para ele.

Toda religião tem verdades, erros e autoconhecimento, incluindo o Budismo e todas as outras.