Deuses Cristãos

Por: Ricardo Chioro

Na antigüidade se cultuavam os Deuses, quando as pessoas buscavam ajuda espiritual pediam as divindades.

Com a criação do Catolicismo, nessa religião quando se necessita de algo pede aos Santos.

Os Santos são iluminados, quem conhece espiritismo ou até mesmo algumas linhas do Misticismo sabe que um iluminado não consegue atender os pedidos de orações de grande parte do planeta, como ocorre com Santos populares.

Imagine São Francisco, a maior parte do Planeta foi católico e este é um dos santos mais populares, como atender a demanda de tantas orações de bilhares de pessoas no mesmo dia ou mês? Não dá. Além do que chegou-nos a informação de que Chico Xavier foi uma das reencarnações de São Francisco, então iluminados podem reencarnar, e como ficariam as pessoas que rezam para eles enquanto estão na vida da carne?

Na verdade os iluminados não atendem nossas orações, mas fazem ponte com energias que regem o universo, justamente as divindades.

As divindades são forças cósmicas escondidas com nomes e humanizações nas religiões, já no Catolicismo escondida por Santos.

Na Umbanda se reverencia os Orixás através dos Santos, pois cada santo representa um Orixá, uma força cósmica, é o sincretismo que poderia acontecer também com Deuses de diversas culturas.

É importante entendermos que quem criou de se cultuar os Santos para fazer conexão com as forças cósmicas no Catolicismo sabia o que estava fazendo, conhecia a forma disso acontecer, por isso justamente é funcional, são formas de lidarmos com energias e também procedimentos religiosos.

Tanto rezar para os santos ou divindades funciona, em ambos os casos seremos atendidos se a Lei Divina e a nossa fé permitir.

Essas forças cósmicas tem consciência, mas não tem forma humana e suas vidas não são a mitologias, tudo isso são representações do que elas são, em cada cultura uma força cósmica recebeu um nome, humanização e mitologia diferentes.

Antigamente os procedimentos religiosos procediam de forma que não demonstravam o que eles eram de verdade, aconteciam de forma encoberta para a proteção que esses procedimentos não sejam usados para o mal.

Ao mesmo passo em que o Catolicismo recriminava o culto as divindades, criava os Santos como se fossem as divindades, encontramos a máxima deste preconceito no livro do Êxodo da Bíblia, em que Deus condena o Egito por cultuar os Deuses.

O Cristianismo foi tomando conta do mundo, as outras crenças cristãns que existiram após o Catolicismo são uma reforma do Catolicismo, bebendo de muito da tradição e conhecimento da religião apostólica romena e refutando outras coisas, assim é normal a não aceitação das divindades, a visão de que elas são irreais ou coisa do mal. 

Agente vive em um mundo cristão, a prova disso é que as nossas datas são cristãns, então o pensamento dele é absorvido por quem acredita e que acaba influenciado pessoas de outras crença, pois para os cristãos sua crença é a verdade e é passado para os outros em conversas, explicações e assuntos seus preconceitos e visão, que muitas vezes não é clara que suas opiniões são moldadas pela fé.  

Faz parte do Estudo do Misticismo e Esoterismo estudar os Deuses, se eles fossem falsos ou irreais para que estudá-los? O que traria para nós estudar algo falso?

O Esoterismo e Misticismo sempre valorizaram muitos os sistemas iniciaticos no planeta terra, e culturas onde tinham esse sistema havia o culto aos Deuses como no Taoísmo, Índia, Egito e tantos outros.

Podemos notar uma contradição:

-Que místicos influenciados pelo cristianismo podem torcer o nariz para a idéia de politeísmo, porém achar tão elevada e boa religiões e crenças egípcias, hindus, taoístas e tantas outras.

Os Santos são os Deuses do Catolicismo.

O fato é que o Cristianismo para ganhar mais poder e mais lucro, e para isso precisava de mais adeptos, denegriu as outras religiões que cultuam as divindades, para as pessoas terem referencias ruins sobre esses outras crenças, e colocou seus próprios Deuses, os Santos, pois eles funciona como as divindades de outras crenças.

Um amigo lançou o questionamento sobre o Livro Êxodo: que Moises tirou o povo hebreu da escravidão para levar levá-los terra santa, que ninguém nunca encontrou esse lugar, ninguém nunca sabe onde fica.

Moises tirou o povo hebreu da escravidão para virar escravos de outras situações, pois o lugar que os levou quase não tinha comida, não tinha nada.

O culto aos Deuses faz parte da iniciação do Egito, da magia e de tudo que foi tão elevado naquele lugar.

O fato é que a Bíblia é considerada inquestionável demais, mas essa idéia foi criada para manter poder.

Só tenho a agradecer a Mestra Yasmim por passar instruções para a construção deste texto, assim como o médium que trouxe suas colocações, mais todos os Mestres que me intuíram enquanto eu escrevia.

Veja também o texto: Moises, o Êxodo e o Ego.