Explicando alguns Erros no Espiritualismo

Por: Ricardo Chioro

Por Espiritualismo queremos dizer as crenças que acreditam na reencarnação, são diversas, tanto religiões como o Espiritismo ou a Umbanda, ou escolas espirituais como Rosacruz, Teosofia, Gnose, diversas escolas da Grande Fraternidade Branca e etc.

Muitos autores, sacerdotes, palestrantes, ou até mesmo fundadores de uma escola ou religião no Espiritualismo são pessoas que ensinam, e que também tem uma história passada de crenças, que freqüentou uma outra fé no passado e acreditou em muita coisa nela, assim se influenciou por ela, e que pode ensinar o que aprendeu na religião ou instituição passada.

Muitas vezes agente nem percebe, mas se passamos muitos anos em uma crença, aprendendo e absorvendo diversas coisas, mesmo mudando de fé grande quantidade de aprendizagens obtidas na religião ou escola do passado continuam em nós, e essa é a realidade de sacerdotes, autores, palestrantes e fundadores espirituais, como de qualquer ser humano.

Diversas aprendizagens e idéias passaram a fazer parte de nossa personalidade ou mente freqüentando uma fé, e elas não vão embora quando deixamos essa crença, muitas vezes sem nós percebermos, porém muitos ensinamentos se vão, pois obviamente podem ir contra uma nova crença, mas outras não, pois ensinamentos passaram a fazer parte de nós, e não ouve um raciocínio ou um insight dizendo que determinado ensinamento é errado.

Quando uma pessoa traz dentro de si um ensinamento de uma outra fé, enquadra na nova fé com a linguagem desta nova religião ou escola, pois é a forma que as pessoas se manifestam nessa instituição espiritualista.

Vamos dar o exemplo: no Catolicismo mais radical ou Evangelismo se ensina que o desejo sexual é pecado, sexo e masturbação é pecado, que o ato sexual só deve ser feito apenas para procriação.

Agora uma pessoa que freqüentou o Catolicismo ou Evangelismo, se influenciou e acreditou nesses ensinamentos, agora no Espiritualismo diz que sexo, masturbação e desejo é de baixa espiritualidade, que não é algo elevado.

Uma pessoa que lê vê diferença, diz que são coisas diferentes, que no Espiritualismo não existe pecado, mas coisas elevadas e baixas espiritualmente, mas o que ouve foi apenas uma mudança de linguagem, uma adaptação de um ensinamento, que na verdade é o mesmo, falado de uma forma que entendem os espiritualistas.

E porque isso é importante?

R: Porque explica diversos erros trazidos de outras religiões para nossa crença.

Inclusive achar o sexo de baixa espiritualidade ou pecado é um erro. O sexo tem a função de renovar o amor. O desejo é a forma que Deus criou o sexo, é natural, não há mal em senti-lo.

Sem o sexo as pessoas não poderiam reencarnar para evoluir, então ele ajuda muito os propósitos divinos e pessoais. Ele é muito importante.

Mas o que explicamos não é a causa de todos os erros na nossa fé, existem ainda quem manipula a verdade e captações erradas.

Lembramos que o Misticismo é muito grande e complexo, reconhece como bom ou valido e recebe influencia do Cristianismo, Budismo, Taoísmo, Confucionismo, Hinduísmo e até mesmo religiões antigas como a Grega, Egípcia, entre outras.

Achando muitas coisas boas nessas religiões pode receber muitas verdades como boas, que podem ser enganos.

Lembramos que o Espiritismo é Cristão, e recebe influencia do Cristianismo que existe anterior a ele.