Flexibilidade – É o que Você pode Aprender com o Sebastião

Por: Ricardo Chioro

Na minha adolescência tive um amigo chamado Sebastião, claro que esse não é o nome real dele, mas para não expô-lo não usarei o nome verdadeiro.

Sebastião era meu amigo na adolescência, pegávamos balada e tinha realmente umas histórias engraçadas para contar daquela época.

Porém ele começou a usar maconha e diferente dos outros amigos que faziam uso da droga não procurava me convencer a também usa-la, agente que tinha dificuldade de ficar com meninas, ele começou a sair com muitas mulheres e transar com todas, virou uma pessoa promiscua, transava muitas vezes por semana e com mulheres que realmente apresentavam perigo de doença, porque também eram muito promíscuas.

Ele também tinha uma banda e começou a beber muito alcol, ele tocava nos bares mas gastava tudo o que ganhava em bebida, como ele dizia: bebia tudo o que ganhava, logo começaram os problemas familiares, as brigas, discussões. Logo perdi o contato com ele.

Sebastião foi um bom amigo, por isso justamente queria encontra-lo no facebook, mas não recordava o sobrenome dele.

Outro dia eu fazendo um pedido de ajuda para uns amigos do face e ele então apareceu oferecendo sua ajuda. Não dava para reconhecer, estava muito mudado, super musculoso e magro, pois era muito gordo.

Ele tinha feito um pedido de amizade no meu face falando que estou no meu colégio a um tempo atrás, mas estava tão mudado que achei que era outra pessoa.

Bom, resumindo, olhando as fotos dele e sem reconhece-lo ainda, vendo fotos dele indo em eventos de musculação, lutas marciais mistas e etc. reparei em uma coisa com o dom mediúnico que os espíritos estavam me mostrando naquele momento, que era uma pessoa extremamente boa, porém coberto com uma vaidade que não era ele de verdade, a pessoa de verdade era a extrema bondade. 

Depois olhando as postagens reparei que existia muita vaidade, mostrando fotos das dietas que fazia sem carboidrato, mostrando o musculo e etc. Talvez até esteja usando anabolizantes.

Podemos constatar que Sebastião é alguém de grande evolução, porém caiu no mundo das drogas, da bebida e da promiscuidade, a um submundo.

As regiões são contra drogas, alcoolismos e até ensinam a repressão sexual, não que a promiscuidade de Sebastião seja correta, não era!

Por esse posicionamento religioso muita gente acredita que o que o meu amigo fazia são atitudes alguém de baixa espiritualidade.

Meu amigo vem ensinar isso para nós (mesmo que ele não saiba da existência desse texto ou da lição presente na vida dele): para termos flexibilidade em aceitar que pessoas espiritualizadas podem estar em muitas situações ruins, contrarias aos ensinamentos religiosos como promiscuidade e vícios.

Devemos entender que pessoas boas podem viver nas ruas também, ter doença mental ou até loucura. Entendo isso podemos aumentar nossa flexibilidade.

Está lá na rua um anjo fumando craque, um altruísta descalço dormindo no chão duro e se cobrindo com jornais no frio, um servidor da luz pedindo dinheiro na esquina...

Bom, agora as boas noticias: na minha primeira conversa com Sebastião ele já disse que parou de beber, reconheceu que a vida que levava poderia lhe trazer problemas, disse que dormia com cada coisa que não sabe como não pegou uma doença! Ai rachei de rir.

Pelo que conversei com ele, ele está casado, fiel e substituiu a bebida por essa obsessão pela academia e dietas, o que é muito melhor.

Que tal mandar uma boa vibração para esse amigo que te ensinou algo para que ele se encontre.