Karma e o seu Fim com a Tomada de Consciência

Por: Ricardo Chioro

Os sofrimentos são karma sim, mas além do karma eles também acontecem para desenvolvermos autoconhecimento, as duas coisas.

Quando tomamos consciência do que precisávamos, do que aquele sofrimento veio ensinar ele vai embora.

Se pensarmos só no sofrimento como uma reação de atitudes ruins no passado ficamos esperando o karma esgotar, mas quando pensamos nos tormentos da vida como algo que passa quando tomamos consciência, ai podemos ir atrás do autoconhecimento para nos livrarmos do sofrimento, e funciona.

Sim, o autoconhecimento nos livra de sofrimentos e torna a vida mais feliz, é uma realidade.

As pessoas podem pensar que uma crença exclui a outra, que devemos esperar o karma esgotar para a dor física ou psicológica ter fim, mas uma crença não exclui a outra, então como conciliar as duas?

R: Se pensarmos em coisas que nos afastem do autoconhecimento que nos dará a cura dos males, a evolução espiritual, é karma que devemos ter mais tempo com o sofrimento, mas se nos aproximarmos do autoconhecimento é sinal que a dor terá fim.

De certa forma está nas nossas mãos, se buscarmos autoconhecimento em nossas vidas ela será muito melhor, mas se optarmos por não, pode ser um karma, mas pode também não ser.

E você, qual a sua escolha?

A dor emocional ou mental é cientificamente provada que acaba com o autoconhecimento, a Psicologia, uma ciência faz isso.

Agora, como tratar um mal físico com o despertar da consciência?

R: Existem terapias bioenergéticas que fazem isso, além de terapias alternativas e a Umbanda.

Os médicos espirituais na Umbanda curam o físico juntamente curando o psicológico que trousse a causa da doença, por isso a cura na Umbanda é mais demorada que no Espiritismo, precisando geralmente mais de uma seção.

Claro que devemos procurara ajuda sem abandonar a medicina tradicional.

Para saber a causa emocional ou mental que ocasionam os problemas físicos existem livros que listam, então podemos saber o porque de nossos males materiais.

Mais e os infortúnios que não são psicológicos e nem doenças?

Ainda sim a Umbanda, ou a bioenergética ou algumas alternativas podem tratar. 

Mas é claro que o autoconhecimento não é imediato, ele tem seu tempo, e é o tempo do karma, o tempo que temos que sofrer, mas podemos ir melhorando progressivamente até que tenha fim, ou melhorarmos tudo de uma hora para a outra.

Todo mundo que sofre quer o fim do seu problema imediatamente, mas a libertação tem o seu tempo.

Isso é aceitação do sofrimento?

R: Aceitação que temos um tempo para sofrer, mas que ele terá um fim.

É importante termos aceitação, mas buscarmos a solução, o fim do mal.

Não pense tanto que o seu infortúnio é uma reação de más atitudes no passado, mas sim que o seu despertar trará fim ao mal, pense que sua evolução resolve.