O Nível de Evolução Espiritual dos Animais

Por: Ricardo Chioro

Nos textos Evolução – Um Questionamento e Conhecimentos Novos sobre a Evolução Espiritual questionamos o padrão evolutivo espiritual estabelecido, de que minerais avançariam para o vegetal, depois para o animal, depois elemental e só depois o ser humano, excluindo diversas formas de vida microscópicas como células, vírus, bactérias e etc que tanto de acordo com a ciência como de experiências de êxtase místico mostram que tem vida.

Mas de fato os animais estão em um nível inferior da dos humanos, a Psicologia Animal mostra isso.

De acordo com descrições da Psicologia Animal, o estado psicológico dos animais é igual as descrições que temos dos humanos de menor evolução, isso não tem nada a ver com inteligência, mas com o emocional.

O que é interessante disso é que existem semelhanças entre a Psicologia e o Espiritualismo, ele sendo uma ciência pode mostrar que o Espiritualismo é real, realmente existe.

Existem muitas outras semelhanças entre a Psicologia e o Espiritualismo, também outras ciências, o que não significa que o Espiritismo ou Misticismo não podem cometer erros, como nós já dissemos: existem vidas que não estão dentro do sistema evolutivo estabelecido, e acreditamos que isso seja uma falta.

Mesmo dentro de uma coisa que existem falhas pode ter corretas.

Uma das coisas que sabemos que é de natureza espiritual baixa é estabelecer domínio e poder sobre outros seres vivos, os animais fazem isso sempre, o macho alfa é o que tem domínio sobre todos outros do seu grupo.

Os animais seguem quem tem mais poder, quem é mais dominante.

O adestramento é feito sabendo que os animais buscam o poder, e obedecem quem tem domínio sobre eles.

Buscar domínio, poder, não define o padrão mais baixo espiritual, mas qualquer padrão mental não levado pela espiritualidade.

Os animais geralmente matam sem propósito os outros, como um cão matar um gato ou um pombo, ou gato matar um rato, eles não comem, eles matam e deixam o cadáver lá.

Não sei se você já viu um cachorro tentar correr atrás de pombos ou de um gato, ou até mesmo cachorros maiores tentarem matar os menores, uma vez o Bulldog (raça de cão muito forte) da minha sogra correu atrás da Yorkshire (raça de cão muito pequeno) dela com uma voracidade muito grande, ficamos todos com o coração na boca.

Diversos animais se divertem matando.

Mas ai você fala: mas é instinto.

Não sei se você já ouviu, mas os seres de baixa espiritualidade são muito guiados por seus instintos.

Já era de se esperar que os animais eram de menor evolução, pois diversos dos seus dons, tirando audição e olfato são menores, incluindo inteligência.

É difícil de entendermos que os animais sejam como os mais baixos de espiritualidade, pois quando vemos um animal, aquela coisinha linda, nos desperta sentimentos bons, mas esses sentimentos bons que temos não é por causa do interior dos animais, mas do exterior.

Mas devemos amar os animais pelo que eles são por fora, não a mal algum nisso, já os seres humanos pelo que são por dentro ou simplesmente por existirem, essa segunda opção em num estado mais elevado.

Também devemos respeitar o nível espiritual que os animais se encontram, faz parte de como Deus fez as coisas, de como é a natureza, um dia nós também estivemos nesse nível, fomos animais, e também os seres humanos dos níveis mais baixos ou que não se encontram na espiritualidade, pois a natureza é assim, no inicio não temos espiritualidade, mas com a evolução vamos adquirindo, não respeitar isso não vai fazer ninguém adquirir evolução, e os animais tem um longo caminho pela frente até adquirirem um estado elevado. 

Se você abriga animais em sua casa, plantas, você dá abrigo para seres em sua jornada evolutiva, dá alimento, ou seja : ajuda eles.

Respeite os seres sendo quem são, respeita as coisas como são, como Deus fez, a natureza.