O que Podemos Aprender com as Dificuldades que o Papa Francisco está Enfrentando

Por: Ricardo Chioro

Papa Francisco está enfrentando dificuldades com autoridades dentro Catolicismo para se manter no papado, muita gente quer que ele saia.

Papa Francisco está dificultando a vida de quem gosta de manter o poder e privilégios através do Catolicismo, e isso está causando o problema.

Papa Francisco está se mostrando um líder maravilhoso e de muita espiritualidade, está querendo fazer o mais correto, o melhor, mas isso vai contra o interesse de muita gente, até mesmo do clero conservador, que não é pouco dentro da igreja.

O que podemos aprender com isso é muito simples.

A igreja sempre pregou que tudo o que acontece com ela é a vontade de Deus, com isso tendo aceitação total por parte dos fiéis, sem questionamentos, fez isso por causa justamente para ter poder total.

Agora como explicar esse jogo de interesses dentro da igreja, esse derrubar o Papa se tudo o que ocorre é a vontade divina?

Se tudo o que ocorre é da vontade divina não deveria haver discordâncias ou problemas dentro da liderança da fé apostólica, afinal de contas deveria seguir o desejo do ser supremo, porque não é possível que um desejo seja de querer e não querer a mesma coisa, o Papa e suas propostas, a não se queira o conflito, que não é o caso, pois Deus é infinitamente bom.  

Mais ainda: se tudo fosse o desejo do criador não existiriam administrações diferentes, nem o Papa Bento renunciaria, tudo seria sempre mais ou menos igual, antigamente inclusive os padres podiam casar, hoje em dia não.

O que está acontecendo com o líder Francisco mostra que a igreja é passível de erros, de questionamentos, de interesses e etc.

Todas as religiões tem defeitos, estão suscetíveis a manipulações de poder e também para conseguir ganhar dinheiro.

Enquanto um padre faz voto de pobreza à cúria da igreja anda de limusine, vive no luxo e etc.

Não devemos condenar as pessoas que seguem as manipulação como verdades, isso nunca, só quem faz as manipulação é culpado, quem se engana com elas achando que está fazendo o correto não, é inocente.

Não estamos falando que o Catolicismo é ruim, errado, mal, só que ele tem defeitos, também qualidades, pois trabalha o autoconhecimento, dá amparo ao sofrimento e etc.  

As religiões não são Deus, são caminhos feitos pelos humanos (que erram bem ou mal intencionados) que conduzem ao criador, cada uma com uma linguagem e um jeito. 

Existem pessoas bem e mal intencionadas dentro das crenças, e não é por causa das más que Deus e o plano espiritual deixam de dar amparo para nós.