A Impermanencia é a Causa do Sofrimento - Budismo

Por: Ryath

(Texto inspirado e intuído pelos Mestres da Luz)

Reverendo Genshô ensina que o sofrimento existe porque gostaríamos que tudo fosse permanente, estável, que sejamos sempre iguais, imutáveis.

A realidade que o Budismo ensina é que tudo muda o tempo todo, não existe a permanência, nós envelhecemos, perdemos a beleza, a saúde, ficamos mais debilitados, o mundo e nós mesmos estamos em constante mudança.

As coisas serem cíclicas, como nossa volta ao mundo humano depois de mortos, a reencarnação, o destino incerto, o fato de poder sofrer no futuro, não sabemos o que vai acontecer.

Os seres que nós gostamos e amamos também estão fadadas ao sofrimento, mudança e morte.

Tudo um dia vai estragar, apodrecer, ser roubado ou perdido, as coisas que gostamos, os objetos, não somente as pessoas.

Toda essa impermanencia que falamos até agora causa sofrimento.

A solução para esse problema não é tornar as coisas permanentes, não temos esse poder, mas podemos mudar internamente, mudar a maneira de ser, de enxergar, se desapegar ao inserto, isso se consegue desenvolvendo o autoconhecimento e atingindo o Nirvana. 

Quando nos desprendemos paramos de sofrer com essas coisas, essas questões não se tornam mais importantes, e com essa mudança passamos a ser felizes, muuuuuuuiiiitttooooooo felizes, plenos, então teremos menos necessidades próprias e podemos nos doar, e com isso se aumenta mais ainda a felicidade.

O resultado desse trabalho interno é não nos importarmos mais com as mudanças, e seremos extremamente felizes.

Reverendo Genshô ensina que o universo não vai mudar, mas que podemos mudar a nós mesmos.

As questões internas são resolvidas com autoconhecimento.

Quando falamos de pessoas, não é nos desprendermos delas, os Budas são extremamente afetivos, caridosos e amorosos, eles tem um amor imenso, o desprendimento é da mudanças, do futuro inserto, do sofrimento que podemos experiência no futuro, é tudo isso parar de ser importante, é vivermos o aqui e agora sem perder nossos sonhos.

O Nirvana traz consigo o desprendimento da impermanencia, da temporalidade e casualidade, o que nos dá paz de espírito.

A questão é inteiramente psicológica, interna. Esse é o foco do Budismo.

Namastê

Textos para se Iluminar - Budismo - Buda - Dharma Cristão - Misticismo - Mandalas - Meditação - Todas Religiões são Verdadeiras - Ciência, Religião, Provas e Evidencias - Dharma na Umbanda - Sutras

  Novidades no Site                      Livro de Visitas