A Vacuidade não se Aplica ao Mundo Físico, só ao Psicológico - Budismo

Por: Ryath

(Inspirado pelos Mestres Ascensos)

Reverendo Genshô explica que a vacuidade que o Budismo se refere não tem nada haver com a descoberta da física que a maior parte da matéria é fazia.

Muitos budistas e pessoas que gostam do Budismo dizem que a ciência comprovou o que Buda disse sobre a vacuidade, mas como afirma o reverendo: não é esse tipo de vazio que Sidarta Gautama se refere.

Sidarta é o fundador do Budismo, também conhecido como Buda.

Buda afirmou que todas as coisas são vazias, então as pessoas pensam que até mesmo a física é assim, mas isso é uma confusão, apesar de afirmações assim parecerem que se referem a tudo, mas não.

Agente vive em um momento da história no Brasil que uma porção muito grande de nosso pais trabalha os músculos na academia, então uma pessoa se referindo a esse fato diz:

-Todo mundo hoje em dia faz academia.

Mas não é assim, não é todo mundo que faz academia, não podemos levar ao pé da letra esse entendimento.

O mesmo ocorre quando no Budismo se fala que devemos eliminar os desejos, não é isso na verdade, é que devemos eliminar os desejos egoístas, os que prejudicam os outros, que nos levam a cometer ações negativas e etc. Não os bons desejos, de fazer o bem, de ser feliz, atingir o autoconhecimento e o nirvana, tudo isso ajuda e não atrapalha, então ocorrem essas confusões.

Nós estamos acostumados com uma mentalidade que a religião não erra, que tudo o que diz é verdade, então as afirmações enviadas por uma crença são incontestáveis e 100% corretas, não é isso, foram as religiões que tentaram dominar disseminavam esse pensamento.

O que Buda quis dizer é que tudo é vazio de um eu que exista separado de tudo.

Em experiências de consciência mística, não somente feitas pelo Buda, mas por diversas personalidades religiosas como São Francisco, Madre Teresa, Santo Agostinho, Plotino entre muitas outras se sentem unificadas a tudo que existe, então não existimos separados de tudo, mas fazemos parte de tudo.

Sentir isso é uma experiência que nos sentimos conectados a tudo o que existe, não existe um eu separado, mas é que todos somos parte de algo maior, juntos, unidos, então a percepção que existimos separados de tudo o que é vida é uma ilusão, e tudo tem vida.

Esse sentimento de união traz a plenitude.

Textos para se Iluminar - Budismo - Buda - Dharma Cristão - Misticismo - Mandalas - Meditação - Todas Religiões são Verdadeiras - Ciência, Religião, Provas e Evidencias - Dharma na Umbanda - Sutras

  Novidades no Site                      Livro de Visitas