Atingindo a Humildade na Fala e Atitude com a Própria Crença

Por: Ricardo Chioro - Riath

(Inspirado e Intuído pelos Mestres Ascensos)

As religiões que acreditam em karma, outras vidas, magia e muito mais são chamadas de Espiritualistas, e elas tem um defeito incomum: geralmente inflamam o ego para achando que sua fé é a melhor de todas, que você é mais evoluído por ser desta crença, ou nas Cristãns que tem mais consciência por ser Cristão.

Além disso também dizem que quem tem interesse em estudar o espiritual é mais evoluído, mas não só referente a leitura, também por meditar, se dedicar ao espiritual e etc.

Todos fatores que servem para se achar melhor que os outros.

Quando nos sentimos ou procuramos ser superiores aos outros temos uma característica que talvez seja dura de aceitar, principalmente quando é inconsciente, ou seja: quando não percebemos, essa qualidade é a arrogância.

Pode ser duro aceitar que estamos sendo afim, fere nossa vaidade ou até o orgulho, mas o reconhecimento trará humildade.

Certa vez o Senhor da Luz Prateada disse que humildade é falar da mesma forma dos nossos defeitos como qualidades, se aceitarmos nossas imperfeições estaremos evoluindo e possivelmente nos transformando, perdendo essa característica.

A consciência se ganha quando reconhecemos qualidades e defeitos em nós mesmos, é assim que progredimos, nos tornamos mais felizes vibrando elevado.

Quando a pessoa aceita que tem erros e defeitos está pronta para o autoconhecimento. Fugir disso é se negar, mais que isso é escolher não progredir.

Para pessoas vaidosas e orgulhosas é difícil isso, porém tomando consciência passa, nos tornamos mais humanos por aceitarmos nossas imperfeições.

Elevado não é negar os defeitos, mas sim buscar reconhecê-los.

É ilusão se achar superior pela crença, pelo nível que atingiu em seu local religioso, pela evolução, pelo estudo e pratica. Diferente disso é a humildade.

Desejo de superioridade é porque nos achamos no intimo no nosso inconsciente inferiores. Também é uma ilusão.

Não devemos nunca buscar a inferioridade ou superioridade, a maturidade da consciência é não se importar em se está acima ou abaixo, a comparação é sempre prejudicial, por um lado e por outro, podem inclusive atrapalhar o autoconhecimento, pois nem a superioridade ou inferioridade são equilíbrio, e o equilíbrio traz evolução.

A principio precisamos parar de inflar nosso ego, isso é complicado se convivemos com pessoas que fazem isso porque acabam nos influenciando.

A solução para esse problema é falar com simplicidade de sua crença, sua atividade nela, sua posição e etc.

Podemos nos importar com nossa evolução, com nosso aprendizado desde que não procuremos ser superiores ou inferiores, mas somos humanos.

É entender que nós assim os outros tem seus pontos fortes e fracos, que servir ao ego não é se servir de espiritualidade.

Não devemos nos importar com nossa posição perante as pessoas que convivem conosco, isso é difícil se tiver alguém que deseja muito ser melhor.

O que devemos fazer para isso acabar é não alimentar nunca a superioridade, isso é perfeitamente possível, traz dificuldades pessoas que querem ser superiores e nos motivam a isso em conversas.

Em segundo lugar é enxergar nosso sentimento de inferioridade inconsciente, isso sim vai fazer não nos importarmos com nossa colocação perante os outros.

A grande dificuldade é se reconhecer e tentar mudar, pois a principio pode ferir o ego, mas depois nos tornamos mais humanos, relaxados e felizes, pois o ego quando é intenso tira a felicidade, a simplicidade faz o contrário.

Agente é humano, erramos, e é muito importante querer mudar, querer fazer o certo e o que traz evolução, isso sim é muito elevado.

Sejam simples, a espiritualidade não tem nada a ver com superioridade, quando somos assim queremos nos ver acima dos outros. O resultado dessas ações são o outro se sentir inferior, então estamos ferindo.

Não se importem em ter defeitos, isso é normal e humano.

O autoconhecimento um dia trará também a compreensão, o porque dos nossos defeitos, erros e etc. pois a natureza é assim, é sempre importante mudar para sermos felizes.

A melhor coisa é não se importar com sua posição, mas sim com sua bondade e espiritualidade não querendo ser melhor ou pior que ninguém.

Isso também é importante se valorizar sem nunca fazer nenhuma comparação, a comparação é um veneno.

Mas voltando a escrever sobre a comunicação, se as pessoas de uma comunidade espiritual não quiserem ser superiores, falarem da própria fé com simplicidade, ninguém vai desejar estar acima de ninguém, ai então o ambiente fica maravilhoso e com muita chance de ser muito harmônico se outras pessoas não se voltarem a outras formas de negatividade.

Nunca deixem de se valorizar, isso ajuda muito.

Tudo o que fizerem dêem valor, isso sem nunca se sentir acima ou abaixo dos outros.

Auto-estima é uma qualidade importante e não tem nada haver com sua posição em relação aos outros, mas sim consigo mesmo.

Abram mão do ego pela felicidade e autoconhecimento, só tem a ganhar.

Não se vejam mal por desejarem a superioridade, ela acontece pela forma como a crença aborda o superior, vocês chegariam a essa conclusão ao trabalhar bem o autoconhecimento, é isso que falamos quando a pessoa chega  a níveis mais autos de consciência chegamos a compreensão.

Trabalhando o que falamos se adquire humildade, compreensão, felicidade, melhor aproveitamento da atividade espiritual que exercemos.   

Textos para se Iluminar - Budismo - Buda - Dharma Cristão - Misticismo - Mandalas - Meditação - Todas Religiões são Verdadeiras - Ciência, Religião, Provas e Evidencias - Dharma na Umbanda - Sutras

  Novidades no Site                      Livro de Visitas