Mediunidade de Incorporação

Por: Ricardo Chioro - Riath

(Inspirado e intuído pelos Mestres Ascensos)

É a mediunidade muito usada na Umbanda, no Budismo Esotérico e no Taoísmo, nos permite comunicarmos de forma consciente com um mentor espiritual, isso faz com que obtenhamos informação para nosso autoconhecimento e para melhorar nossa vida, com isso o mentor consegue também ajudar diversos espíritos que estão nos meios que freqüentamos como nosso trabalho, casa ou outros lugares.

Os espíritos maiores são os que geralmente incorporam, por terem muita evolução, pois são Mestres Ascensos, e justamente por serem elevados tem a energia muito sutil, a energia de nosso plano de existência, o material é muito densa, então para incorporá-los temos que ficar sentindo muita energia, por meses a fio, chegando até mesmo a um ano. Esse processo se faz no centro ou terreiro porque é lá que é um local seguro, caso contrario se fizermos isso em casa podemos incorporar um espírito com más intenções, então poderíamos nos dar muito mal.

A incorporação em seu funcionamento pode ser dividida em duas categorias:

1-A atuação inconsciente

2-A atuação semi-inconsciênte

Existe também a consciente, mas não é uma incorporação total, nela existe outro tipo de mediunidade que é a intuição.

Para conseguir incorporar o espírito usa na nossa anatomia energética a parte psíquica, sensorial ou sensitiva e motora.

Na intuitiva a entidade só faz uso da parte psíquica, esse fato a faz ser desconsiderada a incorporação consciente como um tipo de incorporação.

Na incorporação a entidade se liga ao corpo astral do médium e nas regiões do encéfalo, que é um núcleo vibracional superior, no toraco-abdominal, que é um núcleo intermediário, e na região do cóccix, que é um núcleo vibracional genésico.

Se a entidade não se ligar nesses três lugares não é considerado incorporação.

 

Incorporação Inconsciente

O espírito se liga totalmente ao médium e ele não vivencia o que está acontecendo, pois não está consciente no processo, fica em um estado parecido com o sono.

Sem a consciência do médium a entidade fica quase totalmente sobre o controle, apenas que o inconsciente do médium pode influenciar causando o animismo, então existe a possibilidade de erro. 

O mentor bloqueia certas regiões mentais para que o médium fique inconsciente durante o processo, também o fazem com o cerebelo para que o médium não tenha lembranças do que ocorreu durante o tratamento, o sistema nervoso central fica todo sob o controle, e também controlam o nervosismo.

O espírito fica totalmente no controle psíquico, sensorial e motor, mas como dissemos não é um sistema que está livre de falhas.

O médium que atua com a incorporação inconsciente tem nos seus núcleos muita energia vital, seus mentores atuam enlaçando o corpo astral, com a mão direita enviam fluidos na cabeça do médium, já na esquerda geram vibrações na região enésima.

 

Incorporação Semi-Consciente

É a mais usada nos centros e terreiros umbandistas, e o nível de consciência do médium varia entre 10% a 90% porque varia o nível de espiritualidade dos médiuns, quando maior é o nível espiritual, mais consciente ele fica porque também aprende com o que a entidade ensina podendo ter cohecimento para ajudar outros, ser mais caridoso, benevolente e ajudar quem necessita, sem distinções.

O objetivo da umbanda é ajudar os seres e desenvolverem seu autoconhecimento.

A porcentagem também varia de acordo com a experiência do médium, quando começa o nível vai de 5% a 10%, depois a 40% e 60%, que é um nível muito grande.

O médium não pensa quando está bem incorporado, tem consciência apenas do que seu mentor ensina, é como se sua mente parasse de funcionar, assim tudo o que sai de sua boca é a palavra da entidade.

A mediunidade sempre pode se aperfeiçoar, o médium é um aprendiz eterno, mesmo sendo um mestre ascencionado.

Textos para se Iluminar - Budismo - Buda - Dharma Cristão - Misticismo - Mandalas - Meditação - Todas Religiões são Verdadeiras - Ciência, Religião, Provas e Evidencias - Dharma na Umbanda - Sutras

  Novidades no Site                      Livro de Visitas