Quando mais Nossa Consciência Ampliar, Melhor

Por: Ryath

(Texto inspirado e intuído pelos Mestres da Luz)

Compaixão é ver a dor do outro como a sua própria.

Compaixão não é pena, não é dó, porque nessas atitudes não vemos os outros como se fossemos a nós mesmos, é uma preocupação do Zen Budismo que a consciência amplie e consiga abranger mais do que a si mesmo.

O treinamento do Zen é para ampliar a consciência, cada vez abrangendo mais seres nos vendo como se fossemos eles.

Essa abrangência é uma mistura de treino com nível espiritual, pois muitas vezes a educação de nosso mundo é egoísta, de nossa sociedade egoísta, ensinam o contrário, o que não quer dizer que a pessoa tenha perdido a espiritualidade, mas está com uma compreensão errada, uma ilusão, então o amor se manifestará de outra forma, porém ainda a melhor coisa é buscar ampliar a consciência cada vez mais, quanto mais melhor, mais seremos felizes e bondosos.

Reverendo Genshô ensina que você ter compaixão apenas pelas pessoas mais próximas, é uma ampliação, mas se começar a ter por pessoas mais distantes, então melhor.

Se sua compaixão abranger apenas humanos, então é uma limitação, mas se ampliar mais aos animais será maior, se aplicar aos insetos e plantas maiores ainda.

Existem correntes do Zen que não matam insetos, apenas se for muito necessário como para a saúde. Não temos porque matar inutilmente um animal, nem abatê-lo causando sofrimento, fazer isso é uma fora de tortura extrema.

Contou-me uma vez que os Índios caçavam animais, pois necessitavam da proteína, antes de tirarem a carne dele faziam um ritual para que ele fosse para um bom lugar espiritualmente, e se você acredita no Espiritualismo, no Xamanismo ou Pageismo ele realmente tinha feito, isso é querer o bem ao animal, se preocupar com o seu sofrimento, e ele provavelmente ia para um lugar muito melhor do que o que estava, pois o Budismo ensina que os animais que vivem no mato sofrem medo constante de serem devorados.

O problema de nossa sociedade é o desperdício, é matar animais de forma dolorosa, colher sua carne e depois ela apodrecer sem ninguém comer-la, deixada em um supermercado que ninguém pegou.

O problema de nossa sociedade não é a utilização da natureza, é não devolver os recursos usados dela e o não fazer desperdícios também.

Acho que futuramente as pessoas vão ter drones que caçam animais e os abatam sem dor, colhem sua carne e dão a família para consumo sem gerar sofrimento.

Pode existir também uma ética de não matar mães que cuidem de seus filhotes, e pegar somente o necessário, sem haver desperdícios.

Textos para se Iluminar - Budismo - Buda - Dharma Cristão - Misticismo - Mandalas - Meditação - Todas Religiões são Verdadeiras - Ciência, Religião, Provas e Evidencias - Dharma na Umbanda - Sutras

  Novidades no Site                      Livro de Visitas