APONTAR OS DEFEITOS DE UMA CRENÇA NÃO É NECESSARIAMENTE DESRESPEITO

Por: Ricardo Chioro

(Parte deste texto é canalizada dos Mestres Ascensos)

Quando agente aponta os defeitos de uma religião não fazemos para desrespeitá-la, se fosse assim não recomendaríamos as crenças, pois sempre recomendamos, inclusive as que apontamentos os erros.

As crenças são importantes porque trabalham o autoconhecimento e ajudam nos problemas, tanto os sacerdotes, conselheiros como os espíritos e energias atuantes nos locais religiosos.

Agente apontou muitas coisas erradas no Catolicismo, temos inclusive o texto: “Manipulações do Poder no Catolicismo”, mas nem por isso deixamos de falar das coisas boas, existem energias maravilhosas trabalhando nas igrejas assim como espíritos, atuando em nosso favor, isso é uma coisa linda, mas tem o lado negativo também, e nós abordamos os dois, toda religião tem defeitos e qualidades, acertos e erros, mas o mais importante é que nos ajudam, mesmo que não vejamos essa ajuda.

Ao mesmo tempo em que recomendamos as crenças buscamos também informar aonde as religiões tem conceitos errados, mostrando contradições nelas, essas falhas podem nos trazer algum mal em nossa personalidade como a culpa, o orgulho, o fanatismo, a abstinência sexual, praticas que trazem sofrimentos a si mesmo como o ascetismo e tantos outros, também buscamos trazer conceitos mais corretos.

Por mais que os espíritos e energias nos ajudem, pessoas interesseiras buscam adulterar a fé em beneficio para obter vantagens, e nem por isso o plano espiritual e Deus deixam de nos ajudar.

Infelizmente as coisas tem uma lado bom e um ruim, buscamos alertar as pessoas para não caírem no negativo.

Muitos religiosos comentem enganos bem intencionados também.

Lutamos pelo correto, mas não desrespeitamos, achamos as religiões boas e valiosas.

Fechar os olhos para as coisas ruins não é respeito, o ruim é alguém praticar algo errado achando que é bom.

Também não somos perfeitos e podemos errar, eu como médium posso ter cometido um animismo, se Chico Xavier e Allan Kardec podem errar, porque eu não?

Existem diferenças nas obras de Chico Xavier e Allan Kardec, então um dos dois cometeram erros, ou os dois.

Claro que faço o que considero correto, mas posso me enganar também.