A Moral que Muda de Época em Época

Por: Ricardo Chioro

Texto inspirado e intuído pelos Mestres Ascensos

mudancadostempos

O espiritismo e outras crenças ensinam que o atributo das pessoas espiritualizadas é a moral.

Os espiritas e alguns espiritualistas podem julgar que por ser uma capacidade da espiritualidade, do espirito, a moral é imutável e eterna, mas não é, ela é cultural.

O que é a moral?

A moral são os conceitos do que é certo, e o que é certo de muda de cultura em cultura, época em época.

A alma tem dons imutáveis como o amor, a fé, a capacidade de ter ação e conhecimento, o raciocínio, mas como vamos usar essas capacidades, em especial o raciocínio (julgamento) vai mudar dependendo da cultura.

As pessoas espiritualizadas fazem julgamentos baseados em certo e errado.

Um exemplo:

-O filme que a Xuxa Meneguel fez com conteúdo erótico com um menor.

Naquela época não tinha a inaceitação que tem hoje uma cena dessas, tanto que a Xuxa e os demais trabalhadores do filme não foram presos.

O menino que fez cena com a Xuxa apareceu em muitos outros filmes de conteúdo erótico com outras atrizes.

A atriz Luciana Vendramini pousou para a revista Playboy nua quando era menor de idade.

Me lembro agora quando nos anos 90 uma menina de 16 anos fez ensaio em uma revista bem mais explicita que a Playboy. Ela precisou da autorização dos pais.

Hoje em dia esses fatos seriam inaceitáveis justamente por tantos casos de pedofilia mostrados na mídia, então mudou a moral coletiva da época em que vivemos.

Se uma apresentadora fizer um filme com um menor hoje em dia, no mínimo pode perder sua fama, seu prestigio por ser tão mal falada, pode até ser presa. Nada disso aconteceu com a Xuxa.

Antigamente era visto como certo uma rigidez nas pessoas, podíamos ver um pouco disso em heróis centenários (criado a 100 anos) como Super-man, Mulher-Maravilha e etc. precisam se modernizar se já não modernizaram.

Os autores mantinham esses heróis com algumas características que foram criados.

Rigidez não é saudável e não faz bem para a alma, apedesar de ter sido vista como moral, ou seja: como o jeito certo.

O espirito se preocupa com o que é certo, o que não quer dizer que o que é considerado correto seja bom para o espirito, porque é cultural.

Muitas vezes valores implantados em uma sociedade não são bons.

Antigamente por exemplo: se falava muito em moral e bons costumes quando o homossexualismo era algo mal visto, não fazia parte de uma boa moral ou bons costumes, hoje sabemos que essa visão é errada.

Essa moral fazia muito mal para os gays, muitos se matavam, tinham forte depressão e etc. fazia muito mal para a alma deles.

Uma coisa ser considerada certa não significa que seja boa, e muitas pessoas no autoconhecimento podem perceber isso e mudarem seus conceitos, continuando a buscar o que é certo, só que com uma visão nova.