As Divindades por Trás dos Santos Católicos

Por: Ricardo Chioro (Ryath)

(Texto inspirado e intuído pelos Mestres Ascensos)

Todas as religiões antigas tinham como forma de culto parábolas, mitologias e outras formas de representações para esconder o conhecimento religioso real, mas mesmo assim podendo cultua-lo, isso porque necessitava esconder a real forma para as pessoas não poderem adulterar ou corromper o culto religioso.

Se pensarmos em toda barbárie que existia antigamente como queimar bruxas, pregar criminosos em cruzes, além de todo tipo de tortura pesada vemos como o ser humano pode fazer coisas ruins, então realmente existiu a necessidade de ocultação do conhecimento para não ser usado para o mau.

Mas a sociedade evoluiu muito e as leis nos protegem muito da barbaridade que o ser humano é capaz, a lei humana progrediu em nos proteger de tantas barbaridades, impedindo também que o ser humano crie karmas fortes com medos das penalidades.

A lei humana é responsável pela permissão de termos no nosso planeta diversas tecnologias sem poder usa-las para o mau, por isso a sociedade avançou tanto no campo da tecnologia, medicina e etc.

Os 64 tronos da Cabala, os Deuses de Diversas Culturas são representações de seres magnânimos que Deus criou para dar sustentação a tudo o que existe.

Esses seres ajudam justamente a Deus com toda a criação e atuam no processo religioso.

Na verdade os 64 tronos da Cabala não são anjos, anjos são as representações desses seres magnânimos, assim como as mitologias de todos os Deuses, Orixás e etc.

Quando os negros foram escravizados não era permitido a eles cultuarem suas crenças, eles tinham que se converter ao Catolicismo, então criaram um sincretismo entre os santos Católicos e os Orixás, assim poderiam cultuar sua fé.

Eles conseguiram ter a informação de que cada santo é representante de uma força cósmica, seja os anjos (tronos), divindades e os orixás.

Mas isso não foi criado pelos negros escravos, o mais interessante é que o sincretismo usou a mesma coisa que o Catolicismo sempre fez, que foi usar as almas santas como representação de forças cósmicas, só que isso é oculto nessa religião, não é revelado, mas é a mesma coisa que todas as religiões positivas fizeram de esconderem a realidade.

Os negros cultuavam os Orixás que é uma forma de representação, os santos católicos também. Sem perceber as duas crenças cultuavam os mesmos seres magnânimos com as mesmas imagens, porem com nomes diferentes, os afrodecendentes com o nome dos Orixás, e os católicos com nomes de personalidades iluminadas na sua religião.

Os santos são iluminados, é o nome que receberam no catolicismo para esses seres elevados espiritualmente.

No Budismo são chamados de Budas, no Misticismo e Esoterismo Mestres Ascensos, no Espiritismo de Mestres da Luz e etc. Em cada religião com um nome diferente.

Agradeço a Mestra Yasmim que passou esse conhecimento para escrever esse texto, assim como os Mestres que trabalharam na formação dele.

Fique com Luz ser de Luz.