O Ego no Hinduísmo

Ror: Ricardo Chioro –Ryath

(Intuído e inspirado pelos Mestres Ascensos)

Na Índia a religião é muito forte, porém dentro da crença existe as castas sociais, onde a hierarquia dos religiosos é a mais alta e a dos bem pobres a mais baixa, que são os Dalits.

Pudemos ver na novela “Caminho das Índias” o preconceito contra os mais pobres, que é muito pesado, e a novela faz a critica social mesmo.

O preconceito é enorme.

Gostar ou não dos outros por suas posses é materialismo. Isso é embutido dentro da crença Hindu.

Na índia, na casta que você nasce é ensinado que é seu karma, que você não pode sair dessa condição, assim os religiosos ficam por cima sempre, não deixando os pobres também saírem, então vão ser sempre ter os sofrimentos da fome, da falta de condições por toda a vida.

Sai Baba, líder espiritual Hindú também afirma que os Dalits não podem sair de sua condição de pobreza.

Como a religião da Índia é muito forte, é comum infelizmente o orgulho de estar dentro da fé, ou seja: se achar melhor que os outros por motivos espirituais, por vaidade ou orgulho.

Muitos querem se mostrar como melhor que os outros e justamente por isso aceitam ser enterrados vivos por dois dias que conseguem sobreviver, deitar numa cama de espinhos, enfiar espadas no braço e sair mostrando para os outros na rua, além de muitas outras coisas. Maltratando o corpo para mostrar os poderes aprendidos com técnicas de concentração da Yoga ou  iniciaticas.

Nesses casos se está usando técnicas espirituais a favor do ego, o que não significa que as pessoas praticantes são egoístas, mas que estão estimulando muito a vaidade, orgulho e até mesmo a arrogância.

Um psicólogo de um livro que eu li falou que em um seminário ouve a provocação de um de seus participantes querendo mostrar quem era o melhor mestre de Yoga.

É um problema de educação primeiramente, de educar a humildade, a simplicidade.

Essas praticas de maltratar o próprio corpo são do ascetismo, que está incluído na crença dos indianos.

O Buda, o Iluminado Sidarta Gautama, disse que tais praticas não servem para trazer autoconhecimento, algumas crenças afirmam que nessa atitude se cria Karma, pois é o corpo que Deus nos deu para aumentarmos nossa consciência, devemos cuidar bem dele.

Claro que tirando o ascetismo, o Hinduismo realmente traz a evolução espiritual, tem muitas técnicas iniciaticas usadas corretamente, meditação, concentração e etc.

Toda religião tem seus pontos positivos e negativos, não estou falando que a crença Hindu é pior do que as outras, de jeito nenhum, ela é boa para muitas pessoas, mas acabam atrapalhando outras também. Toda crença tem seus defeitos e qualidades, e devem ser praticadas porque orientam as virtudes, fazendo-nos vibrar positivamente e com isso conseguir o equilíbrio que traz o autoconhecimento.