Um Iluminado não é Onisciente

Por: Ricardo Chioro

(Parte deste texto é canalizada dos Mestres Ascensos)

fsasfgsafdfagdfaVamos pegar como exemplo o Papa Francisco, que vem lutando para acabar com diversos preconceitos sustentados pela crença.

Mas porque esse preconceito se manteve por séculos ou milênios e outros iluminados do Catolicismo não lutaram contra eles? Por exemplo: São Francisco, Madre Tereza, Papa João Paulo Segundo e etc.

Um iluminado sendo onisciente deveria saber de tudo e poderia lutar pelo que é certo, não é verdade?

Na verdade é como dissemos no outro texto, A Humanidade dos Iluminados, que esses seres de luz são influenciados pela educação, influencias e etc. assim como nós, também tem o esquecimento quando encarnam e etc. assim muitos se levaram pelo que aprenderam na religião e na época em que viveram, é que agora com toda a evolução de nossa sociedade já é possível poder enxergar e aceitar diversos preconceitos, existe uma fonte de informação e abertura para questionamentos, talvez não na religião, mas na sociedade, então o Papa Francisco pode realizar o trabalho que está fazendo, isso não tira o ser especial que ele é, porque mesmo nos dias de hoje ainda é extremamente difícil enfrentar todos os preconceitos na religião, talvez muitos poucos no mundo fariam o que ele está fazendo.

Porém até o Papa Francisco tem limites, até agora disse não lutar pelo fim do celibato e do casamentos dos sacerdotes católicos, ou do casamento gay, ou de aceitar o divórcio no Catolicismo.

Talvez esses sejam alguns limites para a educação e crença do Papa, pois sim, um iluminado tem limitações.

Antigamente no Catolicismo os Padres podiam se casar e constituir família, depois instituíram que não, então não é uma imposição de Deus.

Na verdade em quase todas crenças os sacerdotes podem constituir família, porque justamente não é uma imposição do nosso divino criador.